Creta é uma das ilhas mais cheias de história de toda a Grécia. Além de ser a maior ilha do país, ela é considerada pelos estudiosos como o berço da Civilização Ocidental! Foi em Creta que a ideia e palácios e organização social surgiu, sendo o mundialmente famoso Palácio de Knossos o epicentro de tudo isso, e, por esta razão, se tornou o principal ponto turístico de Creta. Fizemos a visita a Knossos a partir de Heraklion,  capital da ilha, e damos todas as dicas aqui.

Como chegar ao Palácio de Knossos em Creta

Knossos fica no centro da ilha de Creta, próximo da cidade de Heraklion, a capital. Se você ainda está na fase de planejamento da sua viagem por Creta, não deixe de considerar passar pelo menos 24 ou 48 horas em Heraklion! Além de ter praias bastante interessantes, a cidade tem pontos históricos espetaculares, principalmente no centro antigo, que é repleto da arquitetura  veneziana, já que os povos da Veneza Antiga dominaram a ilha por muito tempo. 

Há duas formas de fazer o passeio até o palácio partindo de Heraklion: em um grupo, com motorista, ou o passeio independente (clique aqui para obter mais informações), de ônibus, usando o transporte da rede metropolitana.

O passeio com motorista, em grupo, é mais relaxado, pois você não terá que se preocupar em achar a pequena rodoviária da cidade (localizada perto do centro e do porto).

Já o passeio independente requer um pouco de organização, pois você terá que se programar para chegar até o porto antigo, e encontrar a rodoviária. Não é nada muito difícil, mas o uso de um mapa digital, como o Google Maps, no celular, com certeza vai ajudar. 

A pequena rodoviária de Heraklion – que liga a cidade às outras partes mais distantes da ilha, como a famosa praia de Chania – tem um teto vermelho, difícil de não reconhecer. 

Os ônibus partem a cada meia hora, e é possível comprar bilhetes na própria rodoviária, a um custo de. É bom lembrar, que, dependendo da época do ano, os ônibus podem estar um pouco cheios. Quando visitamos, em Junho, deu para pegar um lugar sem nenhum problema. Vale lembrar que se trata de um ônibus da cidade mesmo, ou seja, ele para em algumas paradas no caminho até o palácio. 

Não tem como errar o ônibus, pois no letreiro há o nome do destino final, Knossos. A viagem até lá dura em torno de 30 minutos, e é bastante tranquila. 

O que ver no Palácio de Knossos 

Knossos leva o nome da principal cidade de Creta na era Minoana, e o complexo arqueológico que podemos visitar hoje em dia tem presença humana desde o Neolítico ate 1200 a.C. O responsável por desvendar os mistérios de Knossos, foi Sir Arthur Evans, um proeminente arqueólogo britânico, que descobriu o luxuoso palácio no coração da civilização considerada o berço de toda a civilização grega, e, consequentemente, europeia e ocidental. 

As surpresas começam logo ao entrar. O complexo tem videiras, onde os cachos de uvas se esparramam por toda a entrada, até chegar na bilheteria, causando um efeito nada menos que especial. 

O complexo tem diferentes partes, e, se você não estiver acompanhado de um guia, pode valer a pena alugar o guia de áudio, que tem gravações que dão explicações das diferentes partes do palácio. 

São vários departamentos, desde as plantações que alimentava a corte, até a parte principal do palácio, que sobreviveu por 3 mil anos! 

O que mais impressiona em Knossos é a geometria, as formas usadas, que inspiraram todas as grandes civilizações ocidentais, desde as mais primordiais, como Grécia e Roma, até nosso mundo moderno hoje em dia. As colunas vistas no palácio podem ser encontradas até no seu prédio ou nos maiores edifícios públicos de qualquer cidade! Além da arquitetura, as cores usadas na decoração do palácio são o ponto mais impressionante e chamativo. Tons de vermelho, azul, pinturas dos cidadãos da época, com suas lindas indumentárias dominam as paredes do palácio, além de pinturas de animais wild, como golfinhos. 

A melhor forma de ver o Palácio de Knossos é realmente explorando à sua medida, quer seja com um guia pessoal ou um guia de áudio, pois o complexo é enorme, e perfeito para momentos de contemplação. Encontre um banco, uma oliveira, e sente-se embaixo dela e deixe a sua mente te levar para o tempo onde pessoas habitavam aquele espaço e criavam os alicerces para o mundo que vemos hoje!

Leia também:  Onde ficar em Mykonos: dicas de hospedagem e diversão na mais badalada ilha grega

Se você estiver com fome ao deixar o palácio, não de deixe de conferir o restaurante Russakis, que fica logo de frente para a parada de ônibus, de onde parte o transporte de volta até Heraklion.