O guia da Europa em português

Palácio de Versailles: aproveite ao máximo esse passeio inesquecível

Palácio de Versailles: aproveite ao máximo esse passeio inesquecível

Por Thaysa Moreira

Se você vai a Paris, não pode deixar de conhecer o incrível Palácio de Versailles, ou Château de Versailles, um reduto de beleza e história, que retrata todo o requinte da época áurea da monarquia francesa. Ao atravessar os portões dourados do palácio, a inscrição “A Todas as Glórias da França” (A toutes les gloires de la France) de uma das entradas já dá ideia do que você encontrará. Confira as dicas e curta tudo o que este belíssimo ponto turístico tem a oferecer.

 

Antes de conhecer Versailles, programe-se:

Reserve um dia inteiro para a visita. Como o palácio recebe milhões de turistas por ano, o melhor é ir pela manhã (os portões abrem às 9h). E esteja preparado para gastar cerca de 50 euros por pessoa em todo passeio (dá para gastar 30 euros se você economizar bastante). De qualquer forma, você vai sair de Versailles com a certeza de que cada centavo valeu a pena.

 

Como chegar?

Versailles está localizado a apenas 13 milhas de Paris e a cerca de 30 minutos de trem ou de carro do centro da metrópole.

Trem: esta é, sem dúvida, a maneira mais barata de chegar em Versailles. A melhor opção é pegar o RER da linha C, ou a linha amarela, em direção a Versailles-Rive Gauche. Mas preste bem atenção, pois nem todos os trens da linha C seguem para a Rive Gauche. Escolha apenas os trens em que o nome começa com a letra “V” ou com o número da linha C5. Chegando na estação Rive Gauche, basta seguir as placas ou a multidão e, depois de apenas 10 minutinhos de caminhada, você estará nas portas do palácio.

Você pode pegar o RER em muitas estações de metrô do centro de Paris, como a Champ de Mars (Tour Eiffiel), Pont de l’Alma, Invalides, Musée d’Orsay, St-Michel (Notre Dame) e Paris Austerlitz.

O trem sai de 20 em 20 minutos e o bilhete custa €2,95 (Versailles fica na zona 4).

Carro: outra opção é alugar um carro de Paris a Versailles. Como as estradas são muito bem sinalizadas, se você tiver um mapa e um bom senso de orientação (ou um GPS), ir de carro vai deixar o passeio ainda mais divertido. Saia de Paris pela auto-estrada A13 em direção a Rouen, depois pegue a saída Versailles Château (saída 6) e siga as indicações. No palácio, você vai encontrar estacionamento bem sinalizado e de fácil acesso, pagando €5 por duas horas ou €12 por oito horas. Clique aqui para pesquisar preços de aluguel de carros em Paris e em toda a Europa.

 

Onde posso comprar o bilhete para o Palácio de Versalhes?

Uma das dicas mais importantes para você não enfrentar filas quilométricas, que ficam ainda maiores no verão, é comprar seu bilhete com antecedência. As maneiras mais fáceis de fazer isso são nas lojas da Fnac espalhadas por toda Paris, nas estações de trem, no momento em que você for comprar a passagem para Versalhes. Uma outra opção é comprar um passeio com saída de Paris, que inclui pick-up no hotel, transporte e entrada para os Jardins e para o Palácio, através da nossa parceria com a Viator, umas das maiores operadoras de turismos do mundo. Clique aqui para conferir o site.

 

 

 

E agora, qual bilhete comprar?

Existem três principais opções de entrada para o Parque de Versailles. Mas, antes de saber qual bilhete comprar, é importante que você conheça um pouco do que vai encontrar:

O parque tem muitas construções a serem exploradas, além do próprio palácio e seu majestoso jardim. As mais famosas são o Grand Trianon, o Petit Trianon, o Pavilhão Francês e o Petit hameau ou Le Hameau de la Reine (A Aldeia da Rainha). Os três últimos fazem parte dos chamados Domínios de Maria Antonieta.

Na primavera e no verão, o palácio também oferece diversas atrações, como teatro, dança, musicais e o belíssimo espetáculo noturno das águas, o Grandes Eaux Nocturnes, quando as fontes do jardim são ligadas e ganham projeções de luzes coloridas.

E durante todas as épocas do ano, o palácio é palco da arte contemporânea, onde artistas exploram as diferenças entre o moderno e a arquitetura clássica do lugar.

Agora sim, você pode escolher sua entrada:

1. Passaporte: esta é, com certeza, a melhor opção, onde você tem acesso a todas as construções do parque, todos os aposentos abertos à visitação do palácio principal, jardins, Grand Trianon, Domínios de Maria Antonieta, além de exposições temporárias. Valor: €18 (Se você tiver comprado o Paris Museum Pass, terá todas essas áreas do parque inclusas no passeio).

Esta entrada também inclui um guia de áudio, contando a história de cada aposento do palácio principal, disponível em português (de Portugal). Vale a pena pegar o seu fone na entrada do palácio.

De abril a outubro, você pode aproveitar os Jardins de Águas Musicais. Valor: €25

2. Palácio: acesso aos mais famosos aposentos, como a Galeria dos Espelhos, apartamentos do rei e da rainha, e a câmara do rei, além de exposições temporárias. Valor: €15 ou €13 para menores de 18 anos.

3. Palácios Trianon e Domínios de Maria Antonieta: acesso ao Grand e Petit Trianon, Petit Hameau, jardins da rainha, Pavilhão Francês e Templo do Amor. Valor: €10 (ou €6 para menores de 18 anos).

Visitas gratuitas: sempre no primeiro domingo de novembro até março, a entrada é livre para conhecer os principais cômodos do palácio e algumas áreas do parque, como o Grand Trianon e os Domínios de Maria Antonieta.

 

 

Como se locomover dentro do parque?

O Parque de Versailles tem mais de 800 hectares de extensão, ou seja, é uma grande distância a percorrer. Se não tiver toda essa disposição e quiser se locomover mais rápido entre um ponto e outro, pode escolher entre três opções.

Trenzinho: você encontra os trens já na saída do palácio para os jardins. Os trens saem em diversos horários e levam você às principais atrações por €6,70 (tarifa cheia). Só preste atenção na idade dos outros passageiros. Muitas vezes, você pega um trem com os alunos de excursões que adoram fazer bagunça.

Carrinho elétrico
: são carrinhos de golfe para duas pessoas que dão toda liberdade para você seguir o caminho que deseja. A desvantagem desses carrinhos é o preço salgado: €30.

Bicicleta: assim como em toda Paris, em Versailles você também pode alugar bicicletas, uma opção deliciosa para os dias quentes. O aluguel de bikes fica na entrada do Grand Canal, do lado direito. O valor é €12 pela primeira hora e €3 após cada 30 minutos. No mesmo lugar, dá para alugar também barquinhos e passear pelo canal.

Dica: esteja sempre com o mapa em mãos, que é super completo, para não se perder ou deixar de conhecer algumas das belíssimas atrações do parque.

 

Alimentação

São muitos os restaurantes, cafeterias e barraquinhas de comida e bebida, dentro da construção principal do palácio e também “escondidos” pelo verde dos jardins, como o La Flotille e o La Petite Venise (perto do Grand Canal). Mas, se você quer economizar um pouco, pode levar sanduíches e bebidas para curtir um delicioso piquenique na grama ou em banquinhos reservados, que ficam ainda mais convidativos no verão. E não precisa ter vergonha de “fazer farofa”. Piqueniques são muito apreciados pelos europeus, ainda mais se realizados num lugar lindo como os jardins de Versailles.

 

Dicas e Horários de Funcionamento

Cuidado para não dar viagem perdida a Versailles. Fique atento: a venda dos tickets se encerra geralmente meia hora antes do horário final de funcionamento a cada dia.

Palácio: não abre nas segundas-feiras e em 1 de maio. Funciona das 9h às 18h30 em alta temporada (abril a outubro) e 9h às 17h30 em baixa temporada.

Trianons e Domínios de Maria Antonieta: todos os dias, exceto nas segundas-feiras, das 12h às 18h30 em alta temporada e das 12h às 17h30 em baixa temporada.

Jardins: todos os dias, das 8h às 20h30 em alta temporada e das 8h às 18h em baixa temporada.


Para saber como viajar de trem entre Paris e Londres, clique aqui.


Para descobrir como viajar de trem entre Paris e Amsterdam, clique aqui.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

comentários

  1. Paulo H Cavalcanti /

    Melhor descrição dos detalhes de como visitar Versailles.
    Parabéns!!!

Deixe um comentário

 
Pinterest