Istambul é conhecida por ser o ponto onde o Oriente encontra o Ocidente. Localizada na divisão dos continentes europeu e asiático, a cidade tem influências de todas as principais culturas que passaram por lá. Romanos, turcos otomanos e gregos, todos deixaram as suas marcas na cidade, evidentes na arquitetura e nos costumes dos seus habitantes. Com alguns dos prédios mais famosos do mundo, a exemplo da Basílica de Santa Sofia e da Mesquita Azul, Istambul tem uma mistura belíssima de lindos monumentos e natureza, já que se encontra às margens do rio Bósforo e do mar de Mármara. Exploramos a cidade extensivamente e damos aqui as dicas dos melhores pontos turísticos de Istambul!

 

Dicas de Istambul práticas: como se locomover e onde ficar

A península histórica de Istambul é facilmente explorável a pé, mas, se você quiser ver outros pontos turísticos importantes, que ficam em outras partes da cidade, será necessário pegar transporte público (bondes elétricos ou metrô) ou taxis (os preços são um pouco mais altos dos que no Brasil, mas comparáveis ao que se cobra em outros países da Europa). Há também a possibilidade de embarcar nos ônibus panorâmicos que passam por todas as principais atrações da cidade, e que são bastante práticos. Você pode obter mais informações sobre os ônibus panorâmicos aqui.

Ferry boats também são bastante usados (principalmente se você pretende visitar o lado asiático), e um bilhete custa 3 liras, o mesmo preço cobrado no metrô e no bonde elétrico.

A moeda da Turquia é a lira turca, que vale quase o mesmo que o real (R$1,06, em Abril de 2014) e 0,34 €. No geral, os preços em Istambul podem ser comparados aos do Brasil, principalmente nos restaurantes, mas você vai acabar descobrindo que pagará menos do que em grandes centros brasileiros, como São Paulo e Rio de Janeiro, e que em outras grandes cidades europeias, como Londres e Paris. Uma refeição de dois pratos em um bom restaurante, com bebidas, sai em torno de 120 liras.

Se você pretende economizar, com certeza não terá problemas para encontrar lugares baratos, contanto que procure longe dos pontos turísticos, onde os preços mais altos são praticados. Confira a seguir mais dicas de Istambul!

Onde ficar em Istambul

A melhor área onde ficar em Istambul é o distrito de Fatih (mais especificamente a parte de Sultanahmet, a área onde estão a Mesquita Azul e a Santa Sofia), e onde se encontra a maioria dos hotéis. Neste bairro, há vários restaurantes, e você pode facilmente caminhar até a maioria dos pontos turísticos, e também encontrar transporte público facilmente, tanto fluvial quanto terrestre.

Caso ainda não tenha reservado o seu hotel, não deixe de conferir o Edibe Sultan Hotel, que fica a apenas 5 minutos da Mesquita Azul, e costuma sempre esgotar rápido devido à sua proximidade da Mesquita Azul e preços baixos. Clique aqui para conferir a página deste ótimo hotel onde ficar em Istambul.

Vamos aos principais passeios em Istambul e pontos turísticos em Istambul:

Palácio Topkapi

O Palácio Topkapi ocupa uma área enorme da península histórica da cidade.  Composto de vários prédios distintos, o palácio tem também lindos jardins (que são grátis para visitar), com canteiros de flores dos mais variados tipos. O lugar é bastante especial, cheio de cores e cheiros diferentes, com pequenos lagos, pontes e bancos onde casais aproveitam a paisagem e o ambiente romântico.

Para encontrar os jardins, você deve se caminha para a esquerda ao chegar na entrada principal do parque, vindo da Santa Sofia, já que, subindo a rampa da direita (e seguindo as placas para o palácio) você não passará pelos jardins. Um erro fácil de se cometer, mas que pode te fazer se arrepender muito!

No final do parque, há uma área onde ficam pequenos restaurantes, com mesas na beira da colina, e têm vistas fenomenais do rio Bósforo e de toda Istanbul. Lá de cima, você verá os três lados da cidade, e suas pontes mais famosas. Sentamos para apreciar um delicioso chá turco e um lanche simples, com batatas fritas e almôndegas, e a conta para duas pessoas deu 50 liras.

Se você quiser aprender mais sobre Topkapi, pode valer a pena alugar o guia de áudio, disponibilizado em português, a um custo 10 liras turcas (em torno de R$10,60). O aparelho pode ser alugado em pequenas cabines que ficam na entrada do palácio.

Entre os principais prédios do complexo de Topkapi estão o Private Audience Hall (Arz Odasi, em turco), onde o sultão recebia dignatários para audiências importantes, e o Imperial Council Hall (algo como Salão do Conselho Imperial), onde os comandantes do Império Otomano se reuniam para decidir o destino e as leis do império. Em um outro prédio, próximo da entrada, encontra-se uma vasta coleção de relógios presenteados aos sultões, vários deles de origem europeia, como o enorme relógio dado de presente pela Rainha Vitória da Inglaterra a um dos soberanos otomanos.

Leia também:  Fuja do comum - 10 passeios inusitados em Londres

Não deixe de visitar a parte de trás do palácio, de onde se tem uma vista fantástica do rio Bósforo! Sem dúvidas, este é um passeio em Istambul imperdível!

 

Hagia Sophia (Basílica de Santa Sofia)

Hagia Sophia é um lugar fenomenal, que carrega o peso da história conturbada de Istambul. O prédio foi originalmente construído pelo primeiro imperador romano Constantino, em 361 ( que dá ao lugar bem mais que 1700 anos de história)! O prédio foi construído para servir como catedral da capital do Império Romano do Oriente, e acabou sendo destruído e reconstruído algumas vezes, principalmente durante os perídos de revolta do povo contra os imperadores romanos. A versão que vemos hoje foi remodelada em 537, e rebatizada de Hagia Sophia, que significa “Sabedoria Sagrada”.

Hagia Sophia hoje em dia funciona como um museu, e o seu interior é impressionante. Com afrescos e mosaicos originais de mais de 1000 anos, em tons dourados e azuis, você ficará de boca aberta ao se deparar com tanta beleza. Não deixe de prestar atenção em alguns pontos principais da visita, como o a parte central da basílica, que fica cercada por cordões, onde os Imperadores Romanos do Oriente eram coroados.

Dica: há escadas que levam para o piso superior da igreja, de onde se pode ter uma vista privilegiada de todo o museu. Procure as placas que indicam a entrada da “Galeria Superior”, à esquerda da entrada principal.

O ingresso da Hagia Sophia custa 25 liras, mas, se você pretende visitar outros pontos turísticos de Istambul, como o Palácio Topkapi, o Museu de Arqueologia da cidade, ou a Igreja de Chora, não deixe de comprar o Istambul Museum Pass, o passe que dá acesso aos principais museus e igrejas, e custa 85 liras (com duração de 72 horas).

 

Cisternas Subterrâneas da Basílica

As cisternas subterrâneas são um dos principais pontos turísticos de Istambul, e ficam pertinho de duas das maiores atrações da cidade, a Hagia Sophia e a Mesquita Azul.

Construídas por volta do ano 532, pelo imperador romano Constantino, as cisternas tinham como objetivo abastecer os prédios importantes da área, em especial a basílica de Santa Sofia. As cisternas cobrem uma área de 9.800 metros quadrados, e nada menos que 336 colunas de mármore, nos estilos gregos corintiano e iônico, que alcançam até 20 metros de altura. A capacidade da cisterna era de milhões de litros cúbicos de água, que vinha de uma floresta a 20km da cidade.

O ambiente é um tanto escuro, mas a iluminação dá um toque todo especial ao lugar. As enormes colunas suportam o teto, que tem formas de arcos, mas a surpresa maior fica por conta das carpas que habitam as águas da cisterna, algumas delas enormes! Confira também as famosas cabeças da Medusa, que são consideradas as principais atrações das cisternas, e ficam no final das rampas.

Há um guia de áudio, que custa 5 liras, mas não há opção em português. A entrada da atração custa 10 liras turcas, e pode ser comprada na hora.

 

Temos uma grande variedade de passeios em Istambul, desde city tours  a viagens de um dia para lugares como a Cappadocia e Tróia. Clique aqui para obter mais informações. 

Mesquita Azul

De longe o principal ponto turístico de Istanbul, e um dos melhores passeios em Istambul, a Mesquita Azul (Blue Mosque, em inglês) pode ser vista de praticamente toda a cidade.

A imensa estrutura data de 1609, e foi construída pelo então soberano do Império Otomano, o Sultão Ahmed I. Depois de uma derrota contra os persas, o sultão resolveu construir a mesquita como uma oferenda a Deus, na tentativa de acalmá-lo para trazer de volta a sorte para o povo otomano.

O exterior do prédio é absolutamente impressionante, e chega até a parecer um tanto alienígena, com seus 8 domos azuis e 6 minaretes (as torres de onde as chamadas para oração são anunciadas). O interior é igualmente impressionante, e é adornado com mais de 20 mil azulejos, e painéis com versos do Alcorão. A profusão de cores emitida pelos azulejos dos domos é quase que indescritível, você realmente há de visitar pessoalmente para ter uma noção do que o lugar representa!

Leia também:  Os melhores pontos turísticos e passeios em Paris

A entrada para este ponto turístico de Istanbul é grátis, mas algumas regras devem ser seguidas: mulheres têm que cobrir a cabeça para entrar, e não podem de forma alguma vestir saias ou mostrar parte de suas pernas ou ombros. Os homens não precisam cobrir a cabeça, mas não também não poderão vestir shorts nem camisetas sem mangas. Todos devem tirar os sapatos e coloca-los nas sacolas oferecidas pela mesquita, logo na entrada do templo. Os lenços para as mulheres também são oferecidos de graça, mas devem ser devolvidos ao término da visita.

A entrada para visitantes não é permitida durante as orações, que acontecem 6 vezes por dia, em diferentes horários.

 

Hippodrome (Hipódromo)

Modelado no estilo do Circus Maximum, de Roma, onde as corridas de carruagens de guerra aconteciam, o Hipódromo de Istambul hoje em dia é uma bela praça, com alguns monumentos importantíssimos.

O Hipódromo se estende da Mesquita Azul até a Santa Sofia, e tem belos canteiros de flores, além de um calçamento super especial, que dá um charme único à área. Na praça, você encontrará canteiros floridos, e três monumentos de diferentes períodos da história de Constantinopla (renomeada Istambul pelo turcos depois da conquista da cidade, em 1360).

O primeiro deles é a Coluna de Constantino, erguida pelo imperador de mesmo nome, no 4o século depois de Cristo, em comemoração à declaração da cidade como a nova capital do Império Romano.

Lá há também um enorme obelisco egípcio, que pertencia ao Faraó Tutmoses III, erguido em Istambul pelo imperador romano Teodósio, e trazido do templo de Karnak, em Luxor, no Egito. No final do Hipódromo, você encontrará a Fonte Alemã (German Fountain, em inglês). Construída em comemoração da segunda visita do imperador Wilhelm II, que aconteceu em 1898, e foi dada de presente pelo alemão ao Sultão Abdulhamit II, em 1901.

 

Museu Arqueológico de Istambul

O complexo do museu é lindo, mas a coleção de objetos, se levarmos em conta toda a importância histórica de Istambul, não é tão impressionante quanto a de outros museus famosos, como o Museu Britânico ou o Louvre. Mesmo assim, algumas das peças encontradas lá são de tirar o fôlego, e, se você aprecia objetos antigos e arte antiga, com certeza não se arrependerá se decidir visitar. Levando em conta que o museu fica ao lado do Palácio Topkapi, vale a pena!

Os destaques são os sarcófagos milenares encontrados lá, de diversas culturas antigas, Como Sidon, Grega e Romana. Alguns deles com metros de comprimento, e esculpidos em mármore maciço, realmente de tirar o fôlego.

Logo na entrada fica o prédio com coleções de arte asiática milenar, que têm exemplos de mosaicos que pré-datam as culturas mais atuais que um dia ocuparam a área, como a romana e otomana.

 

Galata Tower

Durante a sua visita à Istambul, será quase impossível não notar esta torre, que tem 140 metros, e fica do outro lado do rio, oposto à península histórica.

A torre original foi construída em madeira, em 528, para servir de farol, pelo imperador bizantino Anastasius, sendo subsequentemente destruída por um incêndio, e substituída por uma de pedra, pelos genoveses, que a chamaram de Torre de Cristo.

Se você estiver hospedado na península histórica de Istambul, poderá chegar a Torre Galata até mesmo a pé (o que requer um certo preparo físico, já que a torre fica numa colina). Basta cruzar a ponte de mesmo nome, e seguir as placas que indicam o caminho. O mais interessante da caminhada pela ponte é o movimento de pessoas, e o grande número de pescadores com suas iscas alçadas ao rio, vendendo o seu pescado ali mesmo!

A entrada da torre custa 19 liras (em torno de 6,50 euros, R$20,00) e inclui a subida de elevador. Lá do alto, você terá uma das vistas mais impressionantes de Istambul, de 360 graus, podendo ver todos os pontos de interesse da cidade e a belíssimas paisagem formada pelo rio e pelo mar de Mármara.

No alto da torre ficam também um restaurante e um café (que tem janelas enormes para que possa apreciar a vista espetacular). A comida é deliciosa e de altíssima qualidade, e os preços não assustam. Sem dúvidas um dos melhores pontos turísticos em Istambul!

 

Grand Bazaar

Se você já assistiu algum filme que se passa em uma grande cidade de cultura árabe ou muçulmana, se sentirá parte de um deles ao entrar no Grand Bazaar. Com um labirinto enorme de corredores que parecem não ter fim, todos repletos de produtos dos mais variados, do chão ao teto, e muita gente, o mercado tem uma energia única. Se prepare para ter que negar várias ofertas de compras de produtos, pois os vendedores lá não vão sossegar enquanto não conseguirem te vender algo. Você provavelmente irá perceber que há uma grande quantidade de produtos falsos de marcas famosas, como perfumes e bolsas, principalmente. Fica a seu critério arriscar comprar algo que não é original!

Leia também:  Sintra em um dia - o que ver na bela cidade portuguesa

Ao entrar no Grand Bazaar, preste bem atenção em qual entrada usou, já que é bem fácil se perder lá dentro, de tão grande que o lugar é! Este é um dos mais fascinantes passeios em Istambul!

 

Área de Eminomu (Nova Mesquita e Tumba do Sultão Mahmut II)

Seguindo para oeste da Santa Sofia, perto da ponte Galata e às margens do rio, você chegará à área onde se encontra a imensa Nova Mesquita (New Mosque, em inglês). Tão impressionante quanto as outras grandes mesquitas de Istambul, esta foi construída em 1660, a pedido da Sultana Safiye, esposa do sultão Murad III.

A apenas alguns minutos de caminhada de lá, você encontra um pequeno cemitério, onde ficam as tumbas de mais de 150 dignatários da sociedade otomana e do Sultão Mahmut II, que morreu em 1839. A construção é praticamente toda feita de mármore, e impressiona de longe. Não deixe de caminhar por dentro do cemitério e reparar no estilo interessante de sarcófagos islâmicos, com grandes placas e colunas de pedra com inscrições em árabe, provavelmente versos do Alcorão.

Tanto a Nova Mesquita quanto o Cemitério não cobram entrada, e são dois ótimos pontos turísticos em Istambul para visitar de graça.

Kariye Müzesi (Igreja Chora, Chora Church)

Apesar de ficar um pouco distante do centro histórico de Istambul, esta igreja costuma atrair multidões todos os dias, devido aos seus belíssimos mosaicos e afrescos, que datam de 350.

A Chora Church é um dos mais belos exemplos da arquitetura religiosa bizantina na cidade, e os seus mosaicos de detalhes dourados reluzem e encandeiam de tanta beleza. Desde imagens de Jesus e da Virgem Maria, a pessoas famosas da história de Istambul, os mosaicos têm diversos significados, e se você quiser realmente aprender sobre o que eles dizem e sua história, é recomendável adquirir o guia de áudio (infelizmente, não disponíveis em português) ou comprar um dos livros à venda na lojinha encontrada dentro da igreja.

Para chegar a Igreja Chora, pegamos uma taxi, já que o acesso de transporte público não é muito fácil. Você tem a opção também de adquirir o ônibus panorâmico, que passa por todas as principais atrações da cidade (que é vasta). Clique aqui para obter mais informações sobre este passeio em Istambul.

Kumpapi

A área de Kumpapi é super charmosa, e conhecida pelo enorme número de restaurantes especializados em frutos do mar. Pertinho da costa do mar de Mármara, entre a avenida Kennedy e o Grand Bazaar, Kumpapi é um ótimo lugar onde relaxar e aproveitar uma boa refeição.

Esta parte encantadora de Istambul tem uma fonte, ao redor do qual ficam vários restaurantes, que têm mesas nas calçadas, oferecendo uma ótima vista. Se você tiver tempo, não deixe de passar por lá e sentar em um dos estabelecimentos para provar um pouco do dia-a-dia dos turcos. Se continuar sua caminhada a partir de lá para a beira-mar (não tem praia!), encontrará um mercado de peixes enorme, e também pedaços da antiga muralha romana que cercava a cidade.

Um refeição para duas pessoas com bebidas, em um dos restaurantes históricos de Kumpapi, custou em torno de 120 liras (R$126,00 ou 39,00€).

Aluguel de Carro na Turquia

Se você irá viajar pela Turquia, ou prefere ter o seu próprio meio de transporte (o que facilita bastante as coisas), não deixe de conferir este site com dicas de aluguel de carro na Turquia, que tem todas as dicas de locação de carros, como o preço da gasolina, como estacionar, preço dos pedágios e muito mais. Além de dicas da Turquia, o site tem também várias dicas para toda a Europa, e os melhores preços para carros de todas as categorias, vale a pena conferir!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui