Se vai visitar Lisboa e gostaria de conhecer um pouco mais de Portugal, uma visita à cidade serrana de Sintra pode ser uma ótima forma de fazer isso. Passamos pela bela cidade histórica durante a baixa estação e compartilhamos as dicas e fotos aqui.

Como chegar à Sintra

Localizada a apenas 28km de Lisboa, chegar a Sintra é muito fácil. Para quem está de carro, a viagem dura apenas meia hora. Já o estacionamento na cidade custa EUR 0,50 por hora e você deve pagar em uma das maquinetas disponíveis pela rua (estacionamento próximo dos palácios principais é grátis). Lembre-se que só é possível pagar um máximo de 4 horas por vez. Alugamos nosso carro através da RentalCars, que tem ótimas tarifas. Clique aqui para pesquisar preços no site da empresa.

O acesso de trem é igualmente fácil. Os trens saem de Lisboa frequentemente da estação do Rossio (a mais central) e de outras estações, como Oriente e Roma/Areeiro, e chegam à estação de Sintra, localizada a mais ou menos um quilômetro do centro da vila, onde se pode pegar um ônibus ou um taxi, ou até mesmo caminhar. A viagem de trem entre Lisboa e Sintra dura 40 minutos. Pesquise passagens de trem em Portugal e toda a Europa usando o buscador do lado direito da tela ou clicando aqui.

Por último, é também possível comprar o passeio a Sintra com guia e saída de qualquer hotel de Lisboa. A excursão inclui também visitas a Cascais e Estoril. Clique aqui para obter mais informações.

Onde ficar em Sintra

Se você pretende passar mais que apenas 24 horas na cidade e está procurando onde ficar em Sintra, uma boa opção pode ser o Tivoli. Este hotel quatro estrelas fica no coração da cidade, a passos de distância de todas as maiores atrações. Os quartos são espaçosos e oferecem ótimas vistas da cidade, e há também estacionamento. Clique aqui para conferir a página do hotel, preços e disponibilidade.

O que ver em Sintra

Todos os passeios começam no centro da velha Sintra, a Praça da República. São pequenas ruas de paralelepípedos repletas de lojas, bares e restaurantes, cada uma com um charme único. No centro fica também o Palácio Nacional de Sintra, que é bastante interessante. Se você estiver com pouco tempo e quiser apenas visitar os palácios principais e de maior beleza, mesmo assim não deixe de conferir os jardins do Palácio Nacional, um verdadeiro oásis de calmaria no centro de Sintra. E o melhor: a entrada é grátis! De lá dá para se ter algumas belas vistas da cidade e o passeio é rapidinho, já que os jardins são bastante compactos. A entrada fica na porta ao lado esquerdo da porta principal do palácio, acessível através da escadaria.

Leia também:  Como ir a Greenwich em Londres: passeio de barco no Tâmisa

O melhor de Sintra são, sem dúvida, os palácios e quintas, a maioria deles verdadeiras obras de arte, construídos com somente um objetivo: impressionar. É bom lembrar que uma visita a um lugar como o Palácio da Pena, por exemplo, pode levar horas, e, se você tiver pouco tempo, é importante saber planejar a visita para tirar maior proveito.

Existem diversos tipos de ingressos para visitar os palácios. Alguns dão acesso somente aos jardins e às áreas exteriores e outros dão acesso ao interior também. Se for ficar na cidade pouco tempo, escolha somente as opções que dão acesso aos jardins e ao exterior, já que (no caso do Palácio da Pena, por exemplo) a parte interior costuma ficar lotada e uma volta completa lá dentro pode levar quase duas horas!

Confira quais as melhores atrações de Sintra e como chegar até elas:

Palácio Nacional da Pena

O Palácio Nacional da Pena é o exemplo máximo da arquitetura romântica portuguesa, e fica no alto de uma colina de 500 metros de altura, o que o torna ainda mais imponente e interessante. O palácio é pintado em várias cores e fica localizado em uma área de extrema beleza natural, uma verdadeira miragem. O ar puro da montanha e a neblina que às vezes cerca o palácio só adicionam charme a esta obra prima. Se estiver de carro, o estacionamento nas imediações do palácio é grátis e o acesso super fácil. É possível também chegar até lá de ônibus número 434 (EUR 4,00 – válido o dia todo) , que sai da frente do Centro de Turismo e também da estação de trem de Sintra.

A visita ao palácio oferece a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre os antigos proprietários da edificação e sobre como era a vida no seu interior nos tempos áureos. O interior original do palácio foi mantido, e é possível ver objetos pessoais do rei e da rainha, além das salas luxuosamente decoradas, fotos originais, entre outras coisas interessantes. Há uma lanchonete logo depois da visita à antiga cozinha, e ao final do passeio voce pode ocupar uma das mesas que ficam num terraço com vista para o palácio e para o parque.

Leia também:  Pontos turísticos de Munique: descubra a capital da Bavária

Pode pesquisar bilhetes para os jardins e para o Palácio Nacional da Pena clicando aqui. 

Castelo dos Mouros

Esta impressionante edificação foi construída pelos árabes no século VIII. O castelo era de enorme importância militar, já que sua posição privilegiada permitia que os seus ocupantes avistassem tropas inimigas a quilômetros de distância. Hoje em dia, restam apenas as muralhas do castelo e suas guaritas, sobre as quais é possível caminhar e ter vistas impressionantes da região de Sintra, do Palácio da Pena e até de Lisboa! Devido à sua proximidade do Palácio da Pena, é recomendável que se deixe para visitar o Castelo dos Mouros após visitar o Palácio, já que o passeio no castelo é repleto de subidas e escaladas, e você não vai querer chegar ao Palácio da Pena já cansado(a), não é? Ônibus número 434 (EUR 4,00 – válido o dia todo).

Clique aqui para ver a disponibilidade de ingressos para o Castelo dos Mouros (custa apenas EUR 8,00 e pode ser comprado online). 

Já reservou a sua estadia em Lisboa? Ainda não? Clique aqui e confira a nossa seleção exclusiva dos melhores hotéis e albergues na cidade!

 

Palácio Nacional de Queluz

O Palácio Nacional de Queluz teve sua construção iniciada por D. Pedro III, em 1747, e é a imagem do que aquela era representava: aparência e a ostentação, surgidas depois do descobrimento do ouro brasileiro. O Palácio de Queluz costuma ser comparado com Versalhes, na França, e foi lá que a Rainha Maria I viveu (e dizem que enloqueceu) depois da morte de Dom Pedro em 1786. Foi esidência oficial da família real até a fuga para o Brasil, em 1807. É possível chegar a Queluz saíndo de trem ou ônibus de Sintra (distância: 12km).

Clique aqui para pesquisar bilhetes para esta que é uma das principais atrações de Sintra!

Palácio de Monserrate

O Palácio de Monserrate é uma outra atração de tirar o fôlego, construído por Francis Cook, e que retrata as origens do seu dono, misturando os estilos neo-mourisco, gótico e inglês. O palácio fica no topo de uma pequena colina e tem belos jardins ao seu redor, perfeitos para relaxar nos dias de verão. Monserrate é o exemplo perfeito das possibilidades infinitas da arquitetura das casas de campo de Sintra. Para obter mais informações sobre como visitar Monserrate, clique aqui. 

Leia também:  O que fazer em Budapeste - Explorando a capital da Hungria
Palácio e Quinta da Regaleira

A Quinta da Regaleira é um dos palacetes mais especiais de Sintra, sendo considerado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Construído no meio da floresta, o prédio foi projetado pelo arquiteto italiano Luigi Manini, a pedido do seu dono, Antônio Augusto Carvalho Monteiro, o Milionário (este era o seu apelido). O palácio é cercado por jardins luxuosos que têm poços, fontes e várias edificações interessantes. Dizem que várias partes dos jardins têm símbolos enigmáticos relacionados à alquimia, Maçonaria e até à Ordem dos Cavaleiros Templários. Fácil acesso a pé, saíndo do centro de Sintra.

Onde comer em Sintra

Sintra tem alguns pequenos restaurantes e alguns deles você não pode deixar de conhecer, a exemplo da Piriquita, onde são servidas as queijadinhas de Sintra e também o famoso travesseiro, doces com recheios feitos de uma mistura de leite, manteiga, ovos e outros ingredientes que são segredo! Perfeito para o café da manhã ou um lanche.
Já para jantar ou almoçar, existe um restaurante na mesma rua onde fica a Piriquita, o Alcobaça, onde é servida comida portuguesa tradicional por preços acessíveis. Nós comemos as famosas gambas (camarões) com molho, o bife 5 pimentas (delicioso com um molho em estilo madeira e cinco variedades de pimenta) e as sardinhas fritas, servidas com salada. Tudo isso mais o vinho da casa para duas pessoas saiu por EUR 35,00.

Sintra, vale a pena?

Se você está se perguntando se uma visita a Sintra vale a pena, a resposta é sim, sem dúvida! Esta cidade histórica tem uma beleza única e nenhum lugar do mundo se compara. A distância de Lisboa só ajuda, portanto, não há porque não programar uma visita!

Entradas para os pontos turísticos de Sintra

Se voce está querendo economizar tempo e dinheiro, pode ser uma boa idéia comprar os ingressos para o seu passeio em Sintra antecipadamente, pela Internet. A Tiqets, nossa parceira, vende ingressos para todas as principais atrações de Portugal e da Europa. O site é todo em português, e você pode pesquisar inúmeras opções de atividades e atrações pelos melhores preços. A compra é feita com o cartão seguramente e o ingresso enviado por email mesmo, e muitas vezes nem é preciso imprimir, dá para mostrar direto na tela do celular. A Tiqets é uma das maiores revendedoras de ingressos para passeios do mundo! Clique aqui e confira as opções.

 

LEIA MAIS: