Granada é uma das mais belas cidades da Espanha e a sua história, arquitetura e posição geográfica se unem para torná-la única, como nenhuma outra cidade no mundo. Onde mais se encontraria um palácio árabe de proporções helênicas perto de uma nevada? Confira as nossas fotos e dicas e saiba mais sobre esta jóia espanhola.

Tendo sido uma colônia grega, romana, e, mais tarde árabe, Granada tem uma história rica, que deu à cidade um encanto todo especial. A invasão árabe foi a mais “recente”,antes do domínio espanhol, e, por isso, o legado deste povo na cidade não passa despercebido, sempre presente nos diversos exemplares da arquitetura mourisca que estão espalhados por todos os lados, especialmente no bairro de Albaicin e no Palácio de Alhambra.

A melhor forma de conhecer Granada é a pé, já que o centro histórico da cidade é bastante compacto. Se estiver de carro, procure deixá-lo no estacionamento, já que o GPS raramente funciona nas ruas espremidas da cidade e você pode acabar passando horas tentanto achar o seu destino ou um lugar para estacionar.

Como chegar a Granada

Para quem está viajando de trem, o acesso é fácil partindo de Madrid. A viagem de trem entre Madrid e Granada leva em torno de quatro horas e meia no serviço de alta velocidade da RENFE. Já a duração da viagem de trem entre Barcelona e Granada é mais longa, levando onze horas. A Rail Europe vende passagens do trem de Madrid à Granada e Barcelona à Granada, por preços a partir muito atrativos e com bilhetes eletrônicos. Em Madrid, o trem sai da estação Atocha, e, em Barcelona, da estação Barcelona Sants. Clique aqui para buscar passagens de trem diretamente no site da empresa.

De avião, a viagem entre Madrid e Granada dura apenas uma hora, mas, considerando o tempo que se leva para chegar aos aeroportos, fazer check-in e passar pela segurança, a viagem de trem com certeza é mais cômoda e pode ser até mais rápida. Se mesmo assim preferir viajar de avião, pode pesquisar vôos entre diversas capitais da Europa e Granada através da nossa parceria com a Rumbo clicando aqui.

Leia também:  Pontos turísticos de Munique: descubra a capital da Bavária

Para quem está viajando de carro, vale a pena reservar um hotel que ofereça estacionamento. Apesar de ser pago na maioria dos hotéis (entre EUR 10,00 e EUR18,00 por dia) vale mais a pena deixar o carro guardado e explorar a cidade a pé, já que o centro histórico é bastante compacto. Sempre alugamos carros através da RentalCars, empresa que trabalha com as melhores locadoras da Europa, com diárias a partir de EUR 15,00 por dia. Clique aqui para pesquisar preços.

Onde ficar em Granada

Granada tem um número enorme de hotéis para uma cidade do seu porte, todos eles concentrados em sua maioria no centro antigo da cidade ou nos seus arredores. Nos hospedamos no Dauro II, um hotel de ótima localização, bastante próximo do centro antigo e das áreas mais modernas da cidade, o que possibilita a exploração de ambas as zonas a pé. O hotel é muito bem recomendado em diversos sites de viagens, e oferece acomodação de alta qualidade por preços acessíveis. Clique aqui para visitar a página do hotel e pesquisar preços.

Pontos turísticos de Granada

Se estiver hospedado(a) nas proximidades do centro histórico, a melhor pedida é começar o passeio pela Reyes Catolicos, uma das principais avenidas da cidade, que leva até a entrada do Albaicin, o centro histórico e antigo bairro árabe, passando também pela imponente catedral. Na subida, próxima do final da avenida, fica uma área super legal repleta de bares e restaurantes que costumam ficar lotados nos dias de sol, perfeitos para relaxar e para provar as famosas tapas, que são servidas de graça na maioria dos bares da cidade quando você pede uma bebida.

Continuando o passeio a caminho do Albaicin, no final da Avenida Reyes Catolicos, fica a Carrera del Darro, uma via super estreita que corre ao longo de um córrego e da colina onde fica o Palácio de Alhambra. A Carrera del Darro leva até o Albaicin e ao Mirador de San Nicolas, um mirante que fica na frente da Igreja de San Nicolas e que oferece vistas espetaculares do Alhambra e da Sierra Nevada, a montanha que domina a paisagem de Granada. Apesar de cansativa, a subida até o mirante é rápida e bem sinalizada, mas procure prestar atenção pois é muito fácil de perder a entrada da rua que leva até lá. Com tantas ruazinhas e vielas, é quase impossível saber onde está, mesmo com o mapa em mãos!

Leia também:  Como ir de trem de Paris a Nice - Horários e dicas de viagem

Bastante próximo do Mirador de San Nicolas fica a única mesquita de Granada, que tem belos jardins e uma posição privilegiada, de frente para a colina onde fica o Palácio de Alhambra. Para quem está querendo apreciar a paisagem com mais calma, os jardins da mesquita oferecem um ambiente bem mais relaxado que o mirante, que costuma ficar sempre lotado devido à sua fama. 

Clique aqui para conferir a lista completa de passeios em Granada, com disponibilidade e preços. 

Se você se perder durante o seu passeio no Albaicin, não se desespere e procure apenas aproveitar as supresas prazeirosas que com certeza encontrará pelo caminho. Há um número enorme de praças neste bairro, cada uma com um charme e atmosfera únicas. O Albaicin tem também bares e restaurantes por todos os lados, onde os turistas e locais aproveitam o dia e o clima maravilhoso da cidade. É comum encontrar músicos se apresentando nas praças para o deleite dos presentes, que degustam suas bebidas e tapas e respiram o puro ar gramadense. Sem dúvidas, um dos melhores pontos turísticos de Granada!

Como chegar ao Albaicin e ao Palácio de Alhambra

O acesso ao Albaicin é possível tanto a pé quanto no Alhambra Express, o ônibus que leva os turistas ao bairro e até a entrada do palácio por apenas 2 euros. Para os mais corajosos, é possível subir a pé, uma jornada um pouco cansativa mas bastante prazeirosa, durante a qual se pode apreciar a beleza estonteante de Granada.

Próximo da magnífica Catedral de Granada (considerada a primeira igreja renascentista da Espanha, construída em 1492) fica um dos maiores mercados da cidade. Lá se podem encontrar os mais variados produtos espanhóis, desde objetos de decoração a produtos alimentícios. Nas proximidades do mercado são encontradas também dezenas de pequenas lojas árabes, e lá dá para sentir o quanto a presença árabe ainda é forte na cidade. Um ponto turístico de Granada espetacular!

Leia também:  Onde ficar em Madrid? Conheça os melhores bairros onde se hospedar na capital da Espanha

Se pretende visitar o Alhambra, lembre-se que é sempre melhor comprar os ingressos online, pois apenas 30% de todos os bilhetes disponíveis são vendidos na bilheteria do palácio, e esses desaparecem rapidinho. Ao comprar online, você pode retirar os bilhetes em uma das máquinas no próprio palácio ou em um dos terminais da ServiCaixa espalhados por toda a Espanha. Clique aqui para ler dicas sobre como comprar os bilhetes seguramente online.Se não conseguir comprar os ingressos com antecedência, procure chegar lá cedo, entre as 7.30 e 8.30.

Se tiver tempo, não deixe de explorar a área próxima do rio, na parte baixa da cidade. Lá existem algumas belíssimas praças, igrejas e prédios históricos de importância. Em dias mais quentes, é possível ver os granadinos se bronzeando nos parques e também às margens do rio nos diversos bares da região.

LEIA MAIS: