O Castelo de Windsor é uma das mais famosas residências oficias da Rainha Elizabete II, e a sua preferida. Localizado no topo de uma colina na pequena cidade de Windsor, a apenas 40km de Londres, o castelo tem quase 1000 anos de história, e é o mais antigo ainda em uso na Europa. Por ser bastante próxima de Londres, a cidade Windsor é bastante visitada, e costuma atrair turistas do mundo inteiro, que buscam conhecer um pouco mais sobre a história do país, e da sua monarquia milenar.

 

A história

A primeira fortificação onde hoje se encontra o Castelo de Windsor teve origem por volta do ano 1000 d.C, e tem sido usada como residência real desde então. Seu propósito era proteger o oeste da cidade de Londres de invasores, bem como o rio Tâmisa. Sendo capaz de acomodar uma pequena população de corteses e servos, assim como militares, o Castelo de Windsor tem proporções enormes, e é uma combinação de cidadela, fortaleza e palácio.

O que ver no Castelo de Windsor

O Castelo de Windsor é vasto, e existem diversas atrações tanto no seu interior quanto no exterior, que não podem deixar de ser conferidas, a começar pelo belo parque que fica de frente para o castelo, oferecendo uma das melhores vistas que se pode ter da estrutura. Nos dias mais quentes, Windsor Great Park atrai centenas de turistas e locais, que aproveitam os seus piqueniques à sombra das árvores frondosas enquanto apreciam a paisagem do castelo.

A entrada do castelo

Ao andar ao redor do castelo, você perceberá que existem diversas entradas diferentes, mas que apenas uma delas é aberta ao público. Lá fica o salão de venda de ingressos, onde poderá comprar o seu, caso não esteja em uma excursão.


 

 

Os ingressos custam 18 libras por pessoa (preços de 2012), e incluem acesso a todas as áreas abertas para visitação, e também um guia de áudio grátis, disponível em diversas línguas. Você pode pegar o seu guia de áudio após pagar pelo ingresso e passar pela segurança, que, vale lembrar, inclui um detector de metais e uma maquina de raio X. O uso de aparelhos eletrônicos é estritamente proibido no interior do castelo, e, apesar de ser possível entrar com eles, não faça uso deles!

Próximo do pórtico que dá acesso ao castelo, existe um pequeno monumento dedicado à rainha Elizabete II, pelo seu Jubileu de Ouro. Ao seguir o caminho sinalizado que leva até o interior do castelo, não deixe de reparar também no antigo fosso que circula a estrutura e no jardim com algumas esculturas, que fica lá embaixo.

Casa de Bonecas da Rainha Mary

Uma das primeiras atrações a ver no Castelo de Windsor é a casa de Bonecas da Rainha Mary, uma exibição interessante, onde há casas de bonecas em miniatura e também bonecas que foram dadas de presente à rainha, que tinha uma coleção enorme. Algumas das bonecas são de origem francesa, adornadas com jóias e modelitos caros de época. Ao seguir da entrada do castelo até a Casa de Bonecas, não deixe de prestar atenção no mirante do lado esquerdo, que oferece ótimas vistas da cidade de Windsor e da sua catedral.

 

 

State Apartments

Os aposentos antigos dos reis e rainhas que ocuparam o Castelo de Windsor são realmente impressionantes, compostos de diversos salões distintos. Lá, você verá ítens da Coleção Real, como pinturas e estátuas famosas, além de vários tesouros trazidos de todo o Império Britânico para decorar os grandiosos salões do castelo.

A Grande Escadaria

Todos as pessoas que visitam os State Apartments, desde presidentes aos membros do público, passam por essa magnífica escadaria que dá acesso aos salões ornamentados do castelo. Não deixe de reparar na imensa estátua da Rainha Vitória, bem como nos artefatos dos quatro cantos do Império Britânico, que lhe foram dados de presente em comemoração do seu Jubileu de Ouro.

Waterloo Chamber (Câmara Waterloo)

Este salão impressionante foi construído em homenagem à vitória do exército inglês contra Napoleão Bonaparte, na Batalha de Waterloo. A arquitetura e decoração do salão é realmente incrível, com tons dourados e madeira que, combinados com o vermelho das tapeçarias e o teto ornamentado, formam uma vista nada menos que magnífica.

 

Não deixe de comprar o passeio com saída de Londres, com guia, ingressos e visita completa ao Castelo de Windsor, a bordo de um ônibus de luxo. O passeio é oferecido através pela Tiqets, uma das maiores empresas de turismo na Europa. Clique aqui para conferir a página e pesquisar preços.

 

St George’s Hall (Salão de São Jorge)

Este é certamente o mais grandioso salão do castelo, e lá são realizados banquetes de estado, quando a Rainha recebe visitantes importantes de todo o mundo. O salão tem uma mesa única que pode comportar até 160 convidados em um único banquete! O salão foi atingido pelo incêndio que abalou o castelo em 1992, e o seu teto foi reconstruído utilizando os mesmos métodos medievais que foram usados no teto original.

Ao olhar para cima, você verá os brasões dos membros da Ordem do Garter, uma ordem histórica de cavaleiros fiéis à coroa britânica. Não deixe de reparar nos brasões pintados de branco, que são de cavaleiros que foram expulsos por cometerem crimes ou traírem a coroa, uma forma simbólica de não deixá-los esquecer da sua desgraça pessoal.

 

The Lantern Lobby

Este salão costumava ser uma capela privada e acredita-se que foi lá que começou o incêndio de 1992. O salão agora abriga parte da coleção de pratarias reais e tem também uma armadura original do rei Henrique VIII, pai da Rainha Elizabete I.

 

As fotos acima estão com a qualidade mais baixa porque foram tiradas com o telefone celular, já que o uso de câmeras não é permitido no interior do castelo

 

Como chegar ao Castelo de Windsor

Devido às boas conexões de trem dentro da cidade e ao redor de Londres, a forma mais popular de transporte até Windsor é o trem. A passagem custa entre £9 e £15 e a viagem leva 50 minutos, com saída da estação de Waterloo, no centro de Londres.

 

Leia também:  10 Melhores Atrações e Passeios em Londres

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui