Por estar situada um pouco distante do centro da cidade, Greenwich costuma ficar fora do roteiro de boa parte dos turistas que visitam a capital britânica, apesar de toda sua beleza e importância histórica. O passeio de barco para Greenwich é imperdível, pois passa por todos os grandes pontos turísticos que ficam às margens do rio Tâmisa, com paisagens inesquecíveis. Para terminar o tour em grande estilo, você pode atravessar o Tâmisa pelos ares, no novo teleférico construído lá. Fizemos o passeio completo e damos todas as dicas a seguir.

 

Como visitar Greenwich indo de barco

Pouca gente sabe, mas, além dos barcos que fazem cruzeiros turísticos pelo rio Tâmisa, há também barcos da Thames Clipper, que trabalham em parceria com a TfL (Transport for London, a empresa metropolitana de transportes). Estes barcos funcionam, no geral, para transportar os moradores da cidade, mas por causa do seu baixo custo, acabam atraindo os turistas que procuram um passeio bom e barato.

Os barcos partem do centro de Londres, de uma área chamada de Embankment, do lado do rio oposto à London Eye. O píer de onde partem os barcos fica de frente para a estação de metrô de mesmo nome (Embankment) e você pode chegar lá tanto de metrô quanto andando, a partir da Trafalgar Square, que fica pertinho (confira o mapa abaixo).
 

 
Os bilhetes para visitar Greenwich de barco podem ser comprados na bilheteria que fica no ponto de embarque mesmo, e os preços variam, dependendo do método que você usar para pagar. Se você já tiver o Oyster Card, o cartão de transportes de Londres, pode pagar com o crédito contido nele (6,12 libras) por trecho. Sem o cartão, o preço é 6,80 libras por adulto e 3,40 por criança entre 5 e 15 anos. Comprando ida e volta, você economiza: 10,80 libras com o Oyster ou 12,00 sem ele (preços de 2014).
 


 

Leia também:  Onde ficar em Ibiza: onde comer e onde se divertir! Saiba tudo com as nossas dicas.
O que ver em Greenwich

Há muito o que se ver enquanto se estiver visitando Greenwich, e, se você não tiver muito tempo, há alguns pontos que não podem deixar de ser vistos:

Old Royal Naval College e National Maritime Museum

Estes prédios magníficos fazem parte da Maritime Greenwich, área considerada Patrimônio Universal da Unesco, onde fica também o Museu Marítimo Nacional. Eles foram construídos entre 1969 e 1712 para servir de hospital a pessoas ligadas à Marinha Real Britânica e ao mercado de exploração ultramarina.

No lugar do Royal Naval College havia antes um palácio da era Tudor, construído pelo rei Henrique VII, pai de Henrique VIII e avô da mais famosa monarca britânica, Elizabeth I, e foi lá onde nasceram pai e filha, bem como a rainha Mary. Ao caminhar pelos jardins, você pode ver uma placa comemorativa no chão, que indica o lugar onde ficava o antigo palácio.

No mesmo complexo fica também o Royal Maritime Museum, o museu que conta a história marítima do Reino Unido, onde há diversas peças importantes de batalhas e da exploração ultramarina.

 

 

Cutty Sark

O Cutty Sark é um imenso navio do chá, conhecido como “tea clipper”, usado especialmente nas viagens feitas à Índia e à China pelos ingleses para obter a famosa iguaria. Conhecido como um dos navios mais rápidos da sua época, o Cutty Sark é uma jóia preservada, e um belo exemplo da avançada engenharia marítima britânica do século XVIII.

 

Greenwich Park, Royal Observatory & Meridiano de Greenwich

O principal parque de Greenwich é lindo. Esparramado na colina que domina a paisagem daquela região da cidade, ele se estende por uma área imensa, e é perfeito para piqueniques nos dias quentes de verão. Se você quiser ter uma das melhores vistas de Londres, pode subir a colina até onde fica o Royal Observatory, a próxima atração de Greenwich na nossa lista.

Leia também:  Amsterdam Dance Event, o maior festival de musica eletrônica da Holanda

Além de ser famoso por ter sido palco de descobertas importantes da ciência, o Royal Obseratory é conhecido por ser o ponto onde fica o Meridiano de Greenwich, a linha que demarca a hora zero no mundo. Se quiser, é possível tirar uma foto em cima da demarcação oficial do meridiano, mas terá que pagar 7 libras para visitar o Meridian Courtyard. À noite, é possível ver um facho de laser verde, que marca a posição do meridiano no céu.

 

Teleférico Emirates Air Line de Londres

Lançado em 2012, o teleférico Emirates Air Line é o único bondinho de Londres, e sobrevoa o rio Tâmisa. Fica em North Greenwich, a área norte da península de Greenwich. As cabines alcançam uma altura de 90 metros e oferecem vistas panorâmicas espetaculares de 360 graus da cidade. Os ingressos custam £8,80 ida e volta (ou 6,60 com o Oyster Card), e podem ser comprados na hora, na bilheteria do local. O teleférico de Londres fica próximo da O2 Arena, o antigo Domo do Milênio, um centro de entretenimento enorme que tem cinemas, restaurantes e casas de show.
 

Como chegar no Teleférico de Londres

Há três formas de chegar ao bondinho de Londres: de metrô, de barco e de ônibus.

Se você já estiver em Greenwich e quiser dar uma esticada até lá, pode pegar facilmente um ônibus para North Greenwich. A viagem dura em torno de 15 minutos, e é a forma mais barata de acesso. Os ônibus partem de uma parada que fica pertinho da entrada do Greenwich Park, entre o parque e o Royal Naval College, bastante fácil de achar. O ônibus custa apenas 1,45 libras com um Oyster Card ou com um cartão de crédito ou débito “contactless”, e as linhas que vão de Greenwich para North Greenwich são as de números 129 e 188, bem frequentes.

Leia também:  Thames Festival – Festival grátis em Londres

De barco, a viagem é um pouco mais cara, e custa o mesmo que a viagem entre Embankment e Greenwich. Já de metrô, você pode pegar a linha cinza, chamada Jubilee Line, e descer na estação de North Greenwich (se estiver vindo do centro).

Um roteiro interessante a fazer pode ser o seguinte: pegar o barco de Embankment para Greenwich, o ônibus de Greenwich para North Greenwich, e metrô de volta para o centro, depois do passeio no teleférico.

Se já tiver caído o anoitecer, pode ser interessante pegar o barco de volta de North Greenwich para o centro, e assim apreciar uma outra visão (deslumbrante, claro) de todas as paisagens do Tâmisa à noite, com seus belos prédios e pontes iluminadas. Um passeio simplesmente inesquecível!

 

Onde comer em Greenwich

Greenwich tem várias opções de lugares para comer e para todos os bolsos. Se você quer ter uma experiência especial, não deixe de conferir o Zizzi, um restaurante que fica às margens do Tâmisa, pertinho do navio Cutty Sark. Servindo a melhor culinária italiana, o Zizzi tem janelas e paredes de vidro enormes, que oferecem lindas vistas do rio e de Canary Wharf, o segundo maior centro financeiro de Londres, além de um terraço que fica aberto na primavera e no verão. Confira as fotos:
 


 
Um outro bom lugar onde comer em Greenwich (e tomar uns drinks) é o Gypsy Moth, também próximo do Cutty Sark, e do píer onde chegam os barcos vindos de Embankment. O Gypsy Moth é um pub tradicional da área, que existe há vários anos, e serve os mais variados pratos da culinária inglesa, além de deliciosas cervejas de todo o Reino Unido e do mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui